subir

Itapira, 27 de Setembro de 2021 -
16/08/2013
Itapira na rota do desenvolvimento econômico

 

 

Itapira na rota do desenvolvimento econômico   De acordo com um dos indicadores do Banco Central, a economia brasileira não anda bem das pernas, desacelerou no segundo trimestre deste ano. O IBC – Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central - indicador considerado uma prévia do PIB) apresentou 0,89 por cento de expansão  em relação aos três primeiros meses, quando registrou 1,10 por cento, sugerindo, portanto a desaceleração.   Contrariando os prognósticos brasileiros, o prefeito Paganini anunciou que o índice que regula o repasse da arrecadação do ICMS para o município, que vinha caindo desde 2006, quando era 0,2099, em 2011 chegou a 0,195. A projeção para 2012, segundo levantamento, ainda provisório do governo do estado, que repercutirá no repasse em 2013 é de 0,2075, um incremento de quase 6%, um acréscimo brutal se comparado ao PIB do ano passado que ficou abaixo de 1%.   Nesta sexta-feira, Paganini convocou a imprensa para inaugurar a sala da Secretaria de Desenvolvimento Econômico que congrega o trabalho de busca e análise de busca visando a instalação de novas empresas, concessão de benefícios às empresas instaladas em busca de ampliação, além da coordenação do Banco do Povo e dos trabalhos da Incubadora de empresas.   Paganini apresentou a equipe de colaboradores e Guto Pinheiro fez um rápido balanço das atividades da secretaria desde janeiro deste ano.   Sobre a expansão, segundo Paganini, deve-se basicamente a duas empresas: Cristália Produtos Químicos e Brinquedos Estrela. “Ficamos felizes o desempenho dessas duas empresas, mas o município precisa trabalhar para que várias empresas apresentem bom resultados, não só para estimular a arrecadação, mas para manter a oferta de vagas e elevar a renda dos trabalhadores.” Paganini disse ainda que lamenta Itapira não ter recebido empresas nos últimos anos, justamente os que alavancaram a economia brasileira. “Não podemos nem imaginar o que seria da nossa cidade se Totonho Munhoz e Maria Angela Nogueira, como secretária, não tivessem trazido 52 empresas novas, que estão aí produzindo, gerando emprego e renda.” Lembrou que o atual secretário, Guto Pinheiro, participou daquele processo como assessor da secretaria, mostrando que o departamento está em boas mãos.    

 

Guto Pinheiro concorda com a ideia de que Itapira está na contra mão do momento econômico por qual passa o pais e alertou: “Não somos uma ilha, se o país vai mal é natural que Itapira sofra as consequências, por isso não podemos ficar de braços cruzados, esperando as coisas acontecerem.” E completou: “Sabemos que muitas empresas, dependendo do setor que atua, estão expandindo seus negócios e procura municípios dispostos a recebê-las. Nós as queremos aqui. Estamos com quarenta e dois processos em andamento. Logo, logo teremos boas notícias para a população.”

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.


2005-2021 | ® Portal Cidade de Itapira
Todos os direitos reservados